beforeContent_c1:

Mercado em Números

Os mais variados setores da economia sob a lupa da análise quantitativa.

A oportunidade nos preços nos contratos futuros de milho

*Por Nilson Marcelo

milho piqsels destaque blog
Piqsels.com

Você, investidor e leitor desta coluna, acompanha os preços das commodities? Não? Então é certamente mais uma das pessoas que não sabem que os preços dos contratos futuros de milho no mercado americano vêm acumulando cerca de 39% de aumento desde o início do ano (o S&P 500, em contrapartida, acumulou 13%).

Como nada mais acontece em um lugar sem refletir no resto do mundo, contratos semelhantes negociados no mercado brasileiro, renderam, até hoje (abril/2021), aproximadamente 25%. O que explica este aumento e como (ainda) poder tirar proveito disto?

nilson milho 1

A China está faminta por milho e outros ingredientes para rações enquanto reconstrói um rebanho de suínos que foi destruído pela metade em 2018-19 pela peste suína africana.

O Ministério da Agricultura da China disse em fevereiro que o estoque de suínos do país havia se recuperado para 92% de seu nível pré-febre no final de 2020 e estaria totalmente de volta a este nível em junho de 2021. Enquanto isso, as previsões otimistas são de que os preços dos ingredientes para rações continuarão a aumentar devido à forte demanda do mercado.

Para o investidor brasileiro, além de algumas BDR negociadas em nossa bolsa, há duas grandes empresas (e, por grande, entenda-se, com liquidez suficiente) voltadas ao agronegócio, a AgroBrasil e a SLC Agrícola. Ambas investem em milho e vem surfando esta alta há algum tempo, conforme o gráfico a seguir:

nilson milho 2

Devo alertá-lo, leitor, que não estou fazendo recomendação de compra nestes papéis ou em algum outro, afinal retornos passados não são garantias de retornos futuros. Esta matéria tem somente o objetivo de alertar que observar outros mercados pode te trazer uma vantagem e bons lucros.

Bom fim de semana!

*Nilson Marcelo é analista CNPI-T credenciado pela APIMEC, administrador e possui mais de 10 anos de experiência no mercado de capitais com foco na análise quantitativa. É também o fundador da Top Grafx, empresa voltada à análise de ações e derivativos.

afterContent:
comments:
Widget: 62: