beforeContent_c1:

Mercado em Números

Os mais variados setores da economia sob a lupa da análise quantitativa.

Ações de empresas de agricultura despontam na Bolsa

*Por Nilson Marcelo

colheita destaque blog piqsels
Piqsels.com

SLC Agrícola (SLCE3), BrasilAgro (AGRO3) e Terra Santa (TESA3), juntas, têm um market cap (valor de mercado) de R$ 10,73 bilhões. Apesar do número expressivo (a Petrobras possui um market cap de R$ 287,24 bilhões), essas empresas parecem não ter sido descobertas pelo grande público.

Seus papéis tiveram valorização muito acima do Ibovespa, quando levamos em consideração do início de 2020 até agora. 

Atuando em no setor da agricultura, em que o Brasil se apresenta como um dos líderes mundiais em tecnologia e inovação, a tendência de valorização deve continuar.

A SLC Agrícola tem seu foco voltado à produção de algodão, soja e milho. A BrasilAgro, por sua vez, tem seu portfólio de produtos composto principalmente por cana-de-açúcar, soja, pecuária, milho e algodão. A Terra Santa tem como atividade principal a produção de soja e algodão.

coluna nilson 1

coluna nilson 2

Mercado americano: um bom termômetro

Embora a cotação das ações da BrasilAgro tenha caído após a aquisição de terras na Bolívia para ampliar a produção, as commodities negociadas por estas empresas vem apresentando valorização no mercado americano, o que é sempre um bom termômetro para balizar as operações realizadas por estas bandas da América. Tais resultados são fruto do reaquecimento da economia chinesa no após a primeira onda de Covid-19.

coluna nilson 3

coluna nilson 4

coluna nilson 5

Relação com o Ibovespa

É importante mencionar que o beta de TESA3 é 1,05, ou seja, acompanha de forma quase que religiosa o Ibovespa, enquanto o beta de AGRO3 é de 0,45, sendo uma opção defensiva para o investidor e o de SLCE3 é de 0,10, o que significa que é um papel indiferente (ou pouco associado) às variações de mercado. A combinação das três ações forma um portfólio atraente para o investidor.

Análise técnica: o que dizem os gráficos

No âmbito da análise técnica, AGRO3 vem apresentando alguns problemas para os comprados. Suas tendências primárias e secundárias permanecem indefinidas. O cruzamento da média móvel simples de 20 dias com a de 50 dias, com inclinação para baixo, indica venda, explicando o retorno negativo no ano. Caso o valor do papel suba e ultrapasse a resistência em R$ 25,00, há um caminho livre até R$ 27,50.

SLCE3 continua forte, exibindo tendências primárias e secundárias de alta, além de médias móveis simples de 20, 50 e 200 dias inclinadas para cima, indicando força do lado comprador.

Com relação a TESA3, há uma indefinição com relação às tendências, sugerindo uma congestão. Suas médias móveis permanecem sugerindo compra, porém caso haja o rompimento do suporte da média móvel de 20 dias, recomenda-se atenção para um possível rompimento da média móvel de 50 dias, na região de R$28,70. Caso isto ocorra, é provável que o preço caia.

coluna nilson 6

coluna nilson 7

coluna nilson 8

Outros dados relevantes

Volatilidade

AGRO3: 39,4%

SLCE3: 41,6%

TESA3: 71,4%

Correlação entre os ativos

AGRO3 x SLCE3: 81,79%

AGRO3 x TESA3: 71,3%

SLCE3 x TESA3: 72,5%

*Nilson Marcelo é analista CNPI-T credenciado pela APIMEC, administrador e possui mais de 10 anos de experiência no mercado de capitais com foco na análise quantitativa. É também o fundador da Top Grafx, empresa voltada à análise de ações e derivativos.

O Monitor do Mercado produz conteúdos informativos e educativos sobre o mercado financeiro e economia, publicados no site www.monitordomercado.com.br, distribuído por e-mail, redes sociais e outros meios.

Nossos textos, vídeos e fotos têm cunho jornalístico e não podem nem devem ser interpretados como recomendações de compra ou venda de ações, cotas ou quaisquer outros ativos.

** Disclaimer

  1. Este relatório de análise foi elaborado com único propósito de fornecer informações aos destinatários, não se constituindo, em nenhuma hipótese, uma oferta ou solicitação de compra ou venda de qualquer instrumento financeiro ou valores mobiliários em qualquer jurisdição.
  2. O analista de investimento responsável por este relatório é credenciado pela APIMEC, seguindo as determinações do art. 20 da Instrução CVM No 598/2018. O analista responsável é o primeiro signatário deste relatório.
  3. O analista de investimento responsável atesta que as recomendações contidas neste relatório de análise refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e que foram elaboradas de forma independente.
  4. A remuneração do analista de investimento é fixa não dependendo do resultada de suas recomendações.
  5. Este relatório não constitui promessa de rentabilidade futura e tão pouco assegura ou sugere a existência de garantia de resultados futuros ou a isenção de risco para o investidor.
  6. Os valores mobiliários objeto deste relatório podem não ser adequados para todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de um determinado investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento baseada nas informações contidas neste relatório. A decisão final em relação aos investimentos deve ser tomada por cada investidor, levando em consideração os vários riscos, tarifas e comissões das instituições escolhidas para a realização de seus investimentos. Os rendimentos dos instrumentos financeiros podem apresentar variações e, consequentemente, o preço ou valor dos instrumentos financeiros pode aumentar ou diminuir, direta ou indiretamente. Valores mobiliários cotados em moedas estrangeiras estão sujeitos às variações nas taxas de câmbio, que podem impactar adversamente seu preço, valor ou rentabilidade, e o leitor deste relatório assume quaisquer riscos de câmbio. Rentabilidade passada não é necessariamente indicativa de resultados futuros, e nenhuma segurança ou garantia, de forma expressa ou implícita, é dada neste relatório em relação a desempenhos futuros. O analista se isenta de qualquer responsabilidade por qualquer tipo de prejuízo advindo da utilização deste relatório ou de seu conteúdo, e ao utilizá-lo o investidor obriga-se a ressarcir o analista por quaisquer reclamações e litígios.
  7. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento do analista.
afterContent:
comments:
Widget: 62: