Relatório de Segmento de Mercado AM Best: AM Best Coloca Mercado Brasileiro de Resseguros em Perspectiva Negativa

OLDWICK, N.J.--(BUSINESS WIRE)--A AM Best colocou o mercado brasileiro de resseguros em perspectiva negativa, citando persistente incerteza macroeconômica e política; ambiente de taxa de juros em declínio, o que leva a menores receitas de juros sobre investimento; flutuações cambiais; e evolução das condições do mercado de resseguro.


Um novo Relatório de Segmento de Mercado AM Best, intitulado “Perspectivas do Segmento de Mercado: Resseguros no Brasil”, afirma que, apesar da perspectiva negativa, a AM Best acredita em alta probabilidade de que o pior tenha passado e que, embora vagarosamente, as condições macroeconômicas no Brasil estejam caminhando na direção correta.

O Brasil continua sendo a nona maior economia do mundo, embora esteja no quartil inferior em termos de facilidade de se fazer negócios. O mercado de resseguros do país não é uma exceção à regra e tem barreiras de entrada substanciais, além de volatilidade significativa. Quando comparado com a maioria das economias de tamanho similar, o Brasil tem uma penetração no mercado de seguro relativamente baixa, o que se reflete em um nível correspondentemente baixo de penetração de mercado de resseguros e um potencial significativo de crescimento. No entanto, de acordo com o relatório, potencial de crescimento nem sempre se traduz em seleção prudente de risco ou em underwriting rentável. A receita de investimentos tem sido um dos principais impulsionadores da lucratividade da indústria de resseguros no Brasil nos últimos anos. As taxas de juros, que agora se encontram na faixa de 6% a 7% ao ano, com inflação anual em torno de 4% a 5%, levam a AM Best acreditar que, no futuro, a rentabilidade não poderá continuar a depender de receitas financeiras acentuadas – underwriting precisará compensar a diferença.

Embora a perspectiva da AM Best para a indústria de resseguros no Brasil seja negativa, a AM Best acredita que existam vários fatores que possam estabilizar o mercado de resseguros. O mais notável seria a implementação de reformas econômicas significativas, como as reformas fiscais e da previdência, que poderiam facilitar o crescimento de longo prazo e impulsionar a confiança interna e externa no país. O outro fator importante é a lucratividade gerada pelos resultados de underwriting. A capacidade de gerar resultados totais fortes, impulsionados pelo underwriting, seria um grande passo para a criação de um segmento de resseguro sustentável e próspero no Brasil.

Para acessar a cópia completa deste relatório de segmento de mercado, por favor visite http://www3.ambest.com/bestweek/purchase.asp?record_code=281063.

A AM Best revisou recentemente sua perspectiva de segmento de mercado sobre a indústria global de resseguros de negativa para estável. Para ler o relatório de segmento de mercado, por favor visite http://www3.ambest.com/bestweek/purchase.asp?record_code=280739.

A AM Best é uma agência de classificação global e provedora de informações com um foco exclusivo na indústria de seguros. Visite www.ambest.com para mais informações.

Direitos Autorais © 2018 pela A.M. Best Rating Services, Inc. e/ou os seus afiliados.
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.


Contacts

Scott Mangan
Diretor Associado
+1 908 439 2200, ramal 5593
scott.mangan@ambest.com

Guilherme Simoes
Analista Financeiro Sênior
+1 908 439 2200, ramal 5301
guy.simoes@ambest.com

Christopher Sharkey
Gerente de Relações Públicas
+1 908 439 2200, ramal 5159
christopher.sharkey@ambest.com

Jim Peavy
Diretor de Relações Públicas
+1 908 439 2200, ramal 5644
james.peavy@ambest.com

sidebar: