B3:Cia cria novo índice com foco em ESG, em parceria c/ Great Place to Work

Invista agora, com o Monitor Investimentos. Clique aqui e saiba mais!


São Paulo, 19 de outubro de 2021 - A B3, bolsa brasileira, e a consultoria
global Great Place to Work (GPTW) anunciaram a criação de um novo índice com
foco nas empresas que possuem as melhores práticas no mercado de trabalho, o
Indice GPTW B3.

O novo indicador vai fazer parte da família de índices com foco em ESG -
sigla em inglês para ambiental, social e governança - ao lado do Indice de
Sustentabilidade Empresarial (ISE B3), do Indice de Carbono Eficiente (ICO2
B3), do Indice S&P/B3 Brasil ESG, além de outros que olham especificamente a
governança entre as empresas listadas.

Segundo a B3, o novo índice de ações vai levar em consideração as
empresas certificadas pela GPTW e as melhores empresas para se trabalhar, a
partir do ranking nacional, elaborado também pela consultoria. O índice será
lançado em janeiro de 2022 e a primeira composição já incluirá as empresas
premiadas deste ano.

O objetivo principal da novidade é capturar a geração de resultados
positivos das empresas que investem no ambiente de trabalho. "Esse é o
primeiro Indice GPTW no mundo, ou seja, os investidores brasileiros terão mais
uma alternativa para acompanhar o mercado financeiro com um viés ESG. Dentro
da nossa estratégia de negócios, temos o papel de induzir as boas práticas
ESG e ampliar a oferta de produtos e serviços que apoiem os nossos clientes e
que ajudem o mercado nesta evolução", explica Luís Kondic, diretor
executivo de Produtos Listados e Dados da B3, por meio de nota.

Para entrar no índice, o ativo deverá atender critérios de liquidez,
como, por exemplo, estar presente em 95% dos pregões dos últimos 12 meses e
não ser classificado como "penny stock" (ações negociadas por valores
muito baixos, na casa dos centavos).

Além disso, o critério principal é estar na lista de empresas
certificadas da GPTW no período válido para o ranking do ano anterior. "Uma
vez definido quem entrou na carteira, vamos para a etapa que trata da
ponderação. Nesse índice os ativos vão ter pesos iguais, porém as empresas
que estão no ranking das 150 melhores empresas para trabalhar no Brasil da GPTW
vão ter uma distinção e um peso maior. Estar no ranking das 150 melhores faz
diferença", aponta Kondic.

A B3 também explica que aplicou a metodologia do índice de forma
retroativa para entender o que teria acontecido se o índice já existisse e foi
possível observar que, para o período de três anos, o índice teve um
resultado superior ao Ibovespa B3.

Danielle Fonseca / Agência CMA

Copyright 2021 - Grupo CMA

Widget: 15:

Receba nosso boletim