ENERGIAS DO BRASIL:Conselho aprova recompra/ações e avalia venda de ativos

Invista agora, com o Monitor Investimentos. Clique aqui e saiba mais!


São Paulo, 25 de outubro de 2021 - O conselho de administração da
EDP-Energias do Brasil aprovou o cancelamento de ações atualmente mantidas em
tesouraria e o lançamento de novo programa de recompra de ações ordinárias
de sua emissão.

Devido ao cancelamento de ações, o capital social da companhia, de R$ 5,5
bilhões, passou a ser dividido em 581.165.268 ações ordinárias, todas
nominativas, escriturais e sem valor nominal, mantendo-se em tesouraria a
quantidade de 200.000 ações ordinárias.

Já no programa de recompra serão adquiridas até 23.558.500 ações
ordinárias, tendo em vista o limite de manutenção de ações em tesouraria de
10% das ações de cada espécie ou classe de ações em circulação no
mercado.

Segundo a empresa, o objetivo do programa "é aplicar recursos
disponíveis para maximizar a geração de valor para os acionistas, uma vez
que, na visão da administração da companhia, o valor atual de suas ações
não reflete o real valor dos seus ativos combinado com a perspectiva de
rentabilidade e geração de resultados futuro".

A EDP ainda informou que tem conduzido um processo estruturado de
alienação dos ativos hídricos Companhia Energética do Jari-CEJA (UHE
Jari), Empresa de Energia Cachoeira Caldeirão (UHE Cachoeira Caldeirão) e
Energest (UHE Mascarenhas).

Porém, que, até o presente momento, não foram celebrados contratos
definitivos para alienação de participações acionárias no âmbito do
referido processo.

"Em linha com o plano estratégico de 2021-2025, os desinvestimentos nos
ativos hídricos refletem a gestão do portfólio da companhia com objetivo de
redução de exposição ao risco hidrológico", disse.

Danielle Fonseca / Agência CMA

Copyright 2021 - Grupo CMA

Widget: 15:

Receba nosso boletim