BOLSONARO: Petrobras só dá dor de cabeça

Invista agora, com o Monitor Investimentos. Clique aqui e saiba mais!


São Paulo, 27 de outubro de 2021 - O presidente Jair Bolsonaro voltou a se
queixar dos preços elevados dos combustíveis fixados pela Petrobras e reiterou
que o governo pretende agir para diminuir o monopólio da companhia sobre este
mercado. "É uma estatal que, com todo respeito, só me dá dor de cabeça",
disse ele mais cedo durante uma entrevista à Jovem Pan News.

"Vamos partir para uma maneira de quebrarmos mais monopólios, quem sabe
até colocar no radar da privatização. Outro dia chegou assessor para mim
dizendo: 'a Petrobras acabou de bater recorde na produção de barris por dia.
Daí eu falei: 'e qual a consequência disso? O que o povo vai pensar?'"

"Nós somos autossuficientes [na produção de petróleo]? Somos, mas dadas
a leis do passado, a vinculação do preço dos combustíveis levando em conta
o barril Brent lá fora e o dólar aqui dentro, o reajuste [nos preços de
combustíveis] é automático. É empresa que hoje em dia está prestando
serviços para acionistas e mais ninguém", disse Bolsonaro.

O presidente voltou a dizer que não pode interferir na companhia e que a
chance de os investidores perderem dinheiro apostando na Petrobras hoje é zero.
"Só o governo federal está pegando R$ 11 bilhões [em dividendos]. Se você
comprar ação de qualquer empresa, você perde. A Petrobras você não perde
nunca. Ou seja: essa empresa é nossa ou de alguns privilegiados? Eu sei que tem
gente humilde também comprando ações, mas não é justo o que está
acontecendo", afirmou.

Gustavo Nicoletta / Agência CMA (g.nicoletta@cma.com.br)

Copyright 2021 - Grupo CMA

Widget: 15:

Receba nosso boletim