MARFRIG:S&P eleva nota de crédito para BB

Invista agora, com o Monitor Investimentos. Clique aqui e saiba mais!


São Paulo, 3 de dezembro de 2021 - A agência de classificação de risco
Standard & Poors (S&P) elevou a nota de crédito da Marfrig para 'BB", de
'BB-'. A perspectiva é estável. A alteração foi atribuída às novas
aquisições e medidas anticíclicas, incluindo a adesão a decisões de
política financeira mais conservadora.

"Não fazemos teste de estresse da empresa para classificá-la acima do
Brasil (BB- / Estável / B) porque ela gera menos de 10% do EBITDA consolidado
do país", informou o comunicado. "Mesmo com margens mais normais nos EUA e na
América do Sul, não esperaríamos que a geração de EBITDA no Brasil
ultrapassasse 25%"

Segundo a análise da agência, as operações da empresa brasileira de
proteínas Marfrig Global Foods (Marfrig) nos EUA estão prosperando devido à
forte demanda por carne bovina e alta disponibilidade de gado, conduzindo a
taxas de corte recorde, um aumento significativo no EBITDA e compensando as
margens deprimidas na América do Sul. o Relatório também considera que a
aquisição de 33% das ações da BRF pela Marfrig adiou uma desalavancagem mais
acentuada, mas o balanço da empresa continua administrável. "Decisões de
política financeira podem levar a mudanças adicionais de classificação,
particularmente em um cenário de normalização de margem na indústria de
carne bovina dos EUA."

Outras pequenas aquisições, como Sol Cuisine e Hillary's, por meio de sua
subsidiária Plant Plus, por US$ 100 milhões (cerca de R $ 550 milhões)
também contaram para a contaram para a S&P. "A dívida ajustada sobre o EBITDA
atingiu 1,8x no terceiro trimestre de 2021 e esperamos que atinja 1,6x no final
do ano. Esse índice não considera as ações da BRF como investimentos de
curto prazo, o que poderia reduzir ainda mais a alavancagem para 0,4x-0,5x"

Conforme a agência, a Marfrig está aumentando os investimentos -
principalmente nas fábricas de Iowa e Bataguassu - e alcançará um capex
consolidado de cerca de R$ 1,7 bilhão em 2021. No entanto, devido ao EBITDA
recorde, que esperamos atingir cerca de R $ 13,5 bilhões ao final do ano, O
FOCF da Marfrig deve ser forte
com análise da Standard & Poors, a liquidez da Marfrig continua forte, apesar
da aquisição de participação na BRF e de alguma concentração de dívida de
curto prazo. Sua operação na América do Sul é intensiva em capital de giro,
principalmente se o mercado chinês abrir, enquanto nos EUA as operações têm
recebíveis de prazo mais curto.

Camila Brunelli / Agência CMA

Copyright 2021 - Grupo CMA

Widget: 15:

Receba nosso boletim