EUA: Biden nomeia Sarah Raskin para agência reguladora bancária do Fed

Invista agora, com o Monitor Investimentos. Clique aqui e saiba mais!


São Paulo, 14 de janeiro de 2022 - O Presidente dos Estados Unidos, Joe
Biden, nomeou a Sarah Bloom Raskin, uma ex-responsável do Departamento do
Tesouro, como a principal reguladora bancária do Federal Reserve (Fed, o banco
central americano) dos Estados Unidos, informou a Casa Branca em um comunicado.

Caso confirmada pelo Senado, Raskin, uma ex-governadora da Fed, vai
tornar-se a vice-presidente para supervisão do banco central, cargo mais
influente da administração Biden dentro sistema bancário norte-americano.

"Raskin é uma das candidatas mais qualificadas de todos os tempos para o
cargo de vice-presidente de supervisão", disse Biden.

Sarah Bloom Raskin ocupou cargos no Tesouro e no próprio Fed e atualmente
atua como docente. Lisa Cook é também professora universitária e atuou no
conselho de assessores econômicos do então presidente Barack Obama, entre
outros postos.

Biden também nomeou dois economistas para outros cargos na Fed: Lisa Cook,
professora de Economia e Relações Internacionais na Universidade Estadual do
Michigan
Universidade Davidson na Carolina do Norte.

As três escolhas completam a reconstituição da administração da Fed por
parte de Biden, depois da sua decisão de novembro de dar um segundo mandato ao
presidente da Fed, Jerome Powell, e nomear a governadora Lael Brainard para
vice-presidente.

"Este é um momento que exige uma liderança independente e sólida do
Conselho de Governadores do Fed", afirmou Biden.

Darlan Azevedo / Agência CMA

Copyright 2022 - Grupo CMA

Widget: 15:

Receba nosso boletim