beforeContent_c1:
Widget: 37:

CÂMARA: Diretor do ONS descarta risco de desabastecimento de energia

Invista agora, com o Monitor Investimentos. Clique aqui e saiba mais!


São Paulo, 15 de junho de 2021 - O diretor do Operador Nacional do Sistema
Elétrico (ONS), Luiz Carlos Ciocchi, descartou a hipótese de desabastecimento
de energia no Brasil, mas ressaltou que o nível dos reservatórios de
hidrelétricas atingirá uma mínima histórica até novembro com ou sem a
adoção das medidas desenhadas para evitar o agravamento da crise hídrica.

Em audiência na Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados, ele
afirmou que a falta de chuvas sobre os reservatórios de hidrelétricas do
Sudeste e Centro-Oeste pode reduzir o porcentual de energia armazenada nas
usinas deste grupo para 7,5% se não forem tomadas medidas compensatórias. Com
estas medidas, o nível seria de 10,3%. Ambas as taxas são as menores nas duas
décadas em que estes dados são acompanhados.

Segundo ele, a adoção das medidas compensatórias mostra "que não
teremos nenhum problema de energia ou de potência ao final de novembro de
2021", e o ONS espera que, "nesta data, estação chuvosa deste ano já tenha
chegado".

Os reservatórios do Sudeste e Centro-Oeste são os mais relevantes do
sistema de geração de energia hidrelétrica brasileira porque representam 70%
da capacidade de armazenamento de água das usinas do país. No entanto, a
quantidade de chuvas abaixo da média na região nos últimos anos deixou estes
reservatórios em nível crítico.

São quatro as medidas compensatórias propostas pelo ONS: reduzir as
restrições de vazão em Jupiá e Porto Primavera - a medida mais impactante -,
reduzir o calado da hidrovia Tietê-Paraná ou paralisar a hidrovia a partir de
1 de julho e flexibilizar a operação dos reservatórios do Rio São
Francisco. As medidas, segundo Occhi, permitem aumento na geração de
termelétricas e consequente preservação dos reservatórios.

Gustavo Nicoletta / Agência CMA (g.nicoletta@cma.com.br)

Copyright 2021 - Grupo CMA

content:
afterContent:
sidebar:
Widget: 15:

Receba nosso boletim

Widget: 104: