beforeContent_c1:
Widget: 37:

CORONAVIRUS: EUA avaliam dose de reforço para pessoas vulneráveis - Fauci

Invista agora, com o Monitor Investimentos. Clique aqui e saiba mais!


São Paulo, 5 de agosto de 2021 - O governo norte-americano está avaliando
aplicar doses de reforço da vacina contra a covid-19 para pessoas com sistema
imunológico comprometido, de olho no aumento de infecções provocadas pela
variante Delta do novo coronavírus, segundo o especialista em doenças
infecciosas da Casa Branca, o doutor Anthony Fauci.

"É extremamente importante que a gente aja para conseguir que essas
pessoas tenham suas doses de reforço e agora estamos trabalhando nisso", disse
ele em coletiva de imprensa. "As pessoas imunocomprometidas podem não estar
suficientemente protegidas pelas vacinadas existentes contra a covid-19",
acrescentou.

Segundo Fauci, o aumento de casos resultantes da disseminação da variante
Delta nos Estados Unidos pode ser revertido com vacinações adicionais.

Participando da mesma coletiva, a diretora do Centro de Prevenção e
Controle de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês), a doutora
Rochelle Walensky, foi questionada sobre a possibilidade de todas as pessoas
receberam uma dose de reforço nos Estados Unidos, independente de sua
condição de saúde.

"A decisão sobre a dose de reforço para toda a população elegível
será feita pela combinação de evidência, que inclui a eficácia das vacinas
em várias populações, entre elas, trabalhadores essenciais, as pessoas que se
imunizaram logo no início e também com base na resposta imune. A decisão
será baseada em uma combinação de estratégias", afirmou ela.

Se a dose de reforço for aplicada, os Estados Unidos se juntarão à
Alemanha, França e Israel e ignorarão o apelo da Organização Mundial da
Saúde (OMS) para esperar que os governos esperem até que mais pessoas ao redor
do mundo possam ser imunizadas.

Carolina Gama / Agência CMA

Copyright 2021 - Grupo CMA

content:
afterContent:
sidebar:
Widget: 15:

Receba nosso boletim

Widget: 104: