beforeContent_c1:
Widget: 37:

Busca por economia aumenta a procura por aluguel de usinas fotovoltaicas no Brasil

Invista agora, com o Monitor Investimentos. Clique aqui e saiba mais!

O aluguel de usinas de energia solar está em crescimento no Brasil. Esta, além de ser sustentável, é uma alternativa mais barata para comércios, indústrias, prestadores de serviço e condomínios. Uma usina solar é um sistema fotovoltaico estruturado em um determinado local, com o propósito de atender à demanda daquele lugar (chamada instalação junto à carga) ou, ainda, de outras unidades consumidoras remotas, sob mesma titularidade (autoconsumo remoto) ou sob titularidades diferentes, a chamada geração compartilhada, por meio da qual é possível aos consumidores utilizarem os créditos energéticos de uma determinada usina, conforme prevê a resolução normativa da ANEEL número 482/12 e posteriores atualizações, como a 687/15.

Essa solução é uma oportunidade para agregar ainda mais valor para as marcas por meio da sustentabilidade. Além de promover a conscientização das empresas com o futuro mais sustentável, também desperta a competitividade entre os negócios, em prol de um amanhã mais energético e sustentável, utilizando-se de uma fonte limpa, renovável e inesgotável, sem contar a economia, que de longe é uma das grandes vantagens proporcionadas pela energia fotovoltaica aos proprietários de empresas.

Com a redução de gastos na tarifa de energia elétrica proporcionada pelo aluguel de uma usina, é possível investir essa economia em outras áreas da empresa, ampliando e fortalecendo cada vez mais o seu negócio. Esse é um dos fatores que tem ganhado muita notoriedade entre os empresários e comerciantes, que não desejam investir no seu próprio sistema de energia solar, mas, mesmo assim, querem ter economia na conta de luz alugando uma usina solar ou parte dela e ainda fazer com que sua empresa se desenvolva e seja realmente rentável.

Como funciona o aluguel de usinas?

Funciona assim: o consumidor contrata a empresa que tem as chamadas “Fazendas Solares”, que, por sua vez, fornecem a energia para a companhia energética, a qual distribui para o consumidor. Quem aluga não precisa investir em equipamentos fotovoltaicos. Neste caso, o cliente irá participar de um consórcio, no caso de pessoa jurídica, ou cooperativa, no caso de pessoa física. Poderá, ainda, alugar uma usina exclusiva para o seu negócio, a depender do consumo que ele tenha. Ao alugar uma usina, o consumidor passará a receber os créditos energéticos proporcionais à fração da usina que foi contratada.

Os consumidores que têm gastos com a conta de luz acima de R$ 1.000,00 e assinam o contrato de serviço de aluguel de usina continuam pagando a conta para a concessionária de energia, porém com os descontos advindos dos créditos energéticos utilizados. Além disso, o cliente também pagará um boleto referente ao aluguel da sua fração da usina de onde recebe os créditos.

Segundo a Associação Brasileira de Energia Solar (Absolar), o Brasil já ultrapassou seis gigawatts de uso da fonte solar em usinas de grande porte e pequenos e médios sistemas instalados em telhados, fachadas e terrenos. A fonte já trouxe R$ 31 bilhões de novos investimentos privados para o país, gerando cerca de 170 mil empregos e pode ajudar na recuperação econômica pós-pandemia Covid-19, por ser uma fonte renovável que mais gera emprego no mundo.

Energia solar é mais sustentável

Mudanças na regulação introduzidas pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) proporcionaram a aproximação do consumidor com as energias renováveis. Agora é possível gerar sua energia num local (usinas solares), injetar no sistema e consumir em outro local com o mesmo CNPJ e desde que ambos estejam dentro da área de uma distribuidora. É importante ressaltar que essa modalidade de aluguel de usinas que utiliza energia de uma usina exclusiva é muito interessante para empresários que possuem grandes consumos, por isso dependerá da demanda do consumidor.

A energia elétrica é um suprimento de primeira necessidade para pessoas e empresas e sua demanda é inesgotável. O mercado de energia solar cresce exponencialmente todos os anos. No entanto, mesmo com toda essa expansão, a fonte solar não chegou a 1% (um por cento) da matriz energética no Brasil.

Diante disso, fica evidente o potencial de crescimento que a energia fotovoltaica tem para desenvolver, seja pelo avanço da matriz energética ou pela grande incidência solar que existe no Brasil. E, para aqueles que não possuem espaço físico para instalação dos equipamentos ou não desejam fazer o investimento em equipamentos, a solução é alugar uma usina de energia solar para abastecer seus empreendimentos.



Website: http://www.tangisa.com.br
content:
afterContent:
sidebar:
Widget: 70:
Widget: 15:

Receba nosso boletim

Widget: 104: