Estudo revela as implicações éticas das principais tendências de tecnologia

A Thoughtworks, consultoria global de tecnologia que integra estratégia, design e engenharia para alavancar a inovação digital, lançou este mês o Looking Glass, um guia anual que revela as mudanças críticas impulsionadas pela tecnologia que vão moldar os negócios em 2022 e no futuro. Com base na abordagem da Thoughtworks para entregar inovação de ponta para empresas antes que novas tecnologias cheguem à adoção em massa, o relatório oferece recomendações aos líderes do mercado de tecnologia sobre como competir da melhor forma e se tornarem eles próprios disruptivos.

Uma das tendências destacadas pelo Looking Glass é o metaverso, que promete possibilidades infinitas para consumidores e empresas trabalharem, viverem, se divertirem e aprenderem neste novo meio habilitado pela tecnologia de realidade estendida (XR, na sigla em inglês). Quando a XR é combinada com inteligência artificial (IA) e dispositivos, existem muitas maneiras criativas de aproveitar as forças humanas e produzir bons resultados que beneficiam a sociedade. No entanto, é importante ter em mente que essas tecnologias mudam a experiência do usuário e que as pessoas se representam de forma diferente nos mundos virtuais, o que pode ter implicações morais e éticas.

“À medida que as interações humano-máquina evoluem e ativos digitais não fungíveis se tornam realidade com blockchain e Tokens Não Fungíveis (NFT na sigla em inglês), os mundos físico e digital estão convergindo e criando inúmeras oportunidades para os negócios e para os consumidores finais. O metaverso promete possibilidades ilimitadas nesse sentido. Novas formas de trabalhar, aprender, consumir, jogar, se socializar e se relacionar irão inevitavelmente emergir nesse novo ecossistema sem fronteiras que está se formando”, explica Renan Martins, Head de Tecnologia da Thoughtworks Brasil.

As cinco macrotendências examinadas pelo Looking Glass neste ano são:

· Evolução da experiência humano-máquina: ao avançar de forma inevitável em direção ao metaverso, os mundos físico e digital vão convergir ainda mais de maneira a abrir novas possibilidades para os negócios.

· Inteligência Artificial como parceira: Machine learning (ML) e inteligência artificial (IA) continuam ganhando força em todos os setores. Observa-se uma rápida adoção em casos que vão desde a automação de processos operacionais diários até o aumento da tomada de decisões estratégicas.

· Acelerando rumo à sustentabilidade: à medida que consumidores, governos e investidores exigem maior responsabilidade ambiental das empresas, tornar-se sustentável deixou de ser opção para se tornar um imperativo empresarial.

· O crescente impacto da tecnologia hostil: a tecnologia "hostil" é comumente associada a atividades criminosas, como ransomware, invasão de sistemas para roubar dados ou criação de vírus. Entretanto, estas situações representam apenas parte do problema: o cenário está evoluindo de uma forma que a definição de tecnologia hostil deve ser ampliada para incluir atos que, mesmo amplamente aceitos, ameaçam o bem-estar da sociedade.

· Compreendendo o potencial das plataformas: a construção de plataformas é fundamental para a estratégia moderna dos negócios, mas também uma área repleta de ambiguidades. Observa-se um novo foco na resolução das incertezas em torno das plataformas e na conexão da construção dela para objetivos de negócios claramente definidos.

“Conforme as técnicas suportadas pela IA se tornam mais populares, elas podem influenciar em mais áreas de nossas vidas e seus impactos precisam ser considerados de uma perspectiva ética”, afirma Rebecca Parsons, Chief Technology Officer da Thoughtworks. “Desta forma, torna-se importante para as empresas desenvolver parcerias produtivas e equilibradas entre seu pessoal e a IA para extrair o máximo valor de tecnologias emergentes, como soluções de realidade estendida, ao mesmo tempo em que permanecem atentas às implicações éticas potenciais. Compreender como os sistemas de IA funcionam é fundamental para perceber e mitigar consequências indesejadas”, complementa Rebecca.

O estudo Looking Glass da Thoughtworks é atualizado anualmente, com o intuito de acompanhar as constantes mudanças nas prioridades de tecnologia e aplicações para os negócios. Visite este site para se atualizar com os mais novos insights de negócios e da indústria para líderes digitais.

 

A Thoughtworks é uma consultoria global de tecnologia que integra estratégia, design e engenharia para alavancar a inovação digital. Somos mais de 10 mil pessoas distribuídas entre 49 escritórios e em 17 países. Há mais de 25 anos, trabalhamos junto com nossas clientes para criar impacto extraordinário, usando a tecnologia como diferenciador para ajudá-las a resolver problemas de negócio complexos.



Website: https://www.tramaweb.com.br/
Widget: 15:

Receba nosso boletim