beforeContent_c1:
Widget: 53:
Widget: 37:

CVM informa: IOSCO divulga relatório com desafios e oportunidades de mercado de capitais em mercados emergentes

CVM colaborou com a iniciativa que analisa, inclusive, impactos preliminares da Covid-19

A Organização Internacional das Comissões de Valores (IOSCO) divulgou um relatório sobre os desafios e oportunidades que mercados emergentes enfrentam. O documento contou com a colaboração da Comissão de Valores Mobliários (CVM), que é membro do Conselho da IOSCO. A Autarquia também contribuiu com informações que serviram de base para o documento, abrangendo investidores institucionais, governança corporativa, educação e proteção de investidores.

A publicação Development of Emerging Capital Markets: Opportunities, Challenges and Solutions (em tradução livre, “Desenvolvimento de Mercados de Capitais Emergentes: Oportunidades, Desafios e Soluções”) aborda diferentes aspectos do desenvolvimento do mercado, de governança corporativa e regulação. Além disso, explora outras oportunidades relacionadas a finanças sustentáveis e fintechs.

Pandemia da Covid-19

O relatório analisa o impacto preliminar da Covid-19 nos mercados emergentes, com foco na resiliência operacional das jurisdições neste período. A IOSCO destaca a necessidade dos mercados de capitais funcionarem de forma eficiente para apoiar a economia real durante a crise atual.

Recomendações

Embora reconheça que não há uma abordagem única para o desenvolvimento dos diferentes mercados de capitais, o relatório da IOSCO apresenta cinco recomendações principais para ajudar os mercados emergentes:

  • Os legisladores e reguladores devem desenvolver uma estratégia holística para o desenvolvimento do mercado de capitais.
  • Os reguladores devem se esforçar para garantir que os mercados de capitais sejam justos e eficientes para levantamento de capital. Aumentar a participação de investidores institucionais, proporcionando opções de investimento diversificadas e com garantias, deve ser uma das prioridades.
  • Os reguladores de valores mobiliários precisam ter recursos, poderes e capacidade adequados para desempenhar suas funções e exercer as suas atribuições.
  • As jurisdições devem estabelecer acordos de cooperação (nacionais e internacionais) que visem o desenvolvimento do mercado de capitais.
  • Reguladores e participantes do mercado devem desenvolver e implementar iniciativas eficientes para e educação e orientação dos investidores.

Mais informações

Acesse o relatório Development of Emerging Capital Markets: Opportunities, Challenges and Solutions, em inglês. (Link para site externo)

Com informações da assessoria de imprensa da CVM

content:
afterContent:
comments:
Widget: 61:
sidebar:
Widget: 24:
Widget: 39:
Widget: 38:
Widget: 15:

Receba nosso boletim

Widget: 58:
Widget: 59: