beforeContent_c1:
Widget: 37:
ações queda imagem destaque pixabay

22 ações que estão longe de se recuperar do tombo de 2020

Há quem tenha visto uma oportunidade na abrupta queda das ações da Petrobras nesta semana, buscando comprar os papéis na expectativa de que eles voltem logo ao patamar de preços em que estavam antes das mudanças feitas pelo governo.

Os especialistas recomendam que o investidor não leve em conta só o preço das ações na hora de escolher o que ter em carteira. É preciso entender as empresas em que se está investindo e seu mercado.

Ainda assim, para quem gosta de garimpar oportunidades em empresas cujos papéis foram derrubados, o impacto do coronavírus na Bolsa é um prato cheio. A pandemia trouxe ao dia a dia o gosto amargo de demissões e pedidos de falência, ampliando a desconfiança de investidores sobre o futuro das companhias.

As principais medidas de resgate tomadas pelo governo brasileiro durante a crise focaram no incentivo ao consumo. Além do auxílio emergencial, houve a permissão de saque do FGTS emergencial, que tentou recompor as perdas de renda da população com a pandemia.

Ações por menos da metade do preço

De bancos a empresas de educação, diferentes companhias listadas na Bolsa estão com suas ações custando menos da metade do preço que tinham no início de 2020.

O Monitor do Mercado selecionou 22 dessas empresas, todas com o volume médio de negociações por dia acima de 200 mil. Veja a lista completa abaixo.

IRB Brasil RE (IRBR3), a maior resseguradora do país, que, no dia 2 de janeiro de 2020, tinha ações vendidas a R$ 39,89, registrou uma queda de 84%. Além da pandemia, a empresa (ex-estatal) envolveu-se em um escândalo de corrupção.

A rede de livrarias Saraiva viu suas lojas físicas nos shopping fecharem e suas ações despencarem. As ações SLED3 e SLED4, tiveram uma queda de 79% e 72% e em fevereiro de 2021, fecharam de R$ 4,72 para R$ 0,98 e R$ 2,02 para R$ 0,56.

Um dos setores mais afetados pela pandemia do coronavírus foi o de turismo. As ações da CVC Brasil (CVCB3), sofreram uma queda de 60%. Se em janeiro de 2020, os preços das ações era de R$ 44,17, em fevereiro de 2020, fecharam em R$ 17,71.

As ações da empresa brasileira de serviços financeiros Cielo (CIEL3) tinham o preço de R$ 8,57 em janeiro de 2020. Comparado com 2021, a ação teve uma queda de 56%, custando R$ 3,74. Além da dependência do uso das maquininhas no comércio, a empresa se viu impedida de levar adiante seu plano de permitir pagamentos via WhatsApp.

A rede de Lojas Marisa (AMAR3), de moda feminina e lingerie brasileira, sofreu uma queda de 59% em suas ações de 2020 para 2021, o que fez que o preço fosse de R$ 13,46 para R$ 5,45. 

Uma das maiores empresas de educação do mundo, a Cogna Educação (COGN3) viu suas ações caírem 67%. Em janeiro de 2020, o preço da ação fechou em R$ 12,2, já em fevereiro de 2021, esse preço caiu para R$ 3,98. 

No setor imobiliário, as ações da LPS Brasil (LPSB3) — popularmente conhecida como Lopes — tiveram uma queda de 59,55% e, em fevereiro de 2021, o preço da ação fechou em R$ 3,81. No início de 2020, antes da pandemia atingir o solo nacional, o preço da ação era de R$ 9,42. 

Ação Empresa Preço de mercado Preço em 2 de janeiro de 2020 (R$) Preço em 22 de fevereiro de 2021 (R$) Variação 2020-2021 (%)
CIEL3 CIELO         10.351.065.226 8,57 3,74 -56,36
COGN3 COGNA ON           7.506.424.840 12,2 3,98 -67,38
IRBR3 IRBBRASIL RE           8.024.786.979 39,89 6,1 -84,71
BRML3 BR MALLS PAR           7.840.808.770 18,22 8,96 -50,82
DMMO3 DOMMO              267.915.330 2,85 0,86 -69,82
MEAL3 IMC S/A              959.337.898 8,87 3,36 -62,12
CVCB3 CVC BRASIL           3.643.320.265 44,71 17,71 -60,39
AMAR3 LOJAS MARISA           1.447.017.121 13,46 5,45 -59,51
HGTX3 CIA HERING           2.646.052.605 34,56 16,32 -52,78
HBOR3 HELBOR           1.214.029.182 23 8,91 -61,26
WIZS3 WIZ S.A.           1.071.378.758 14,35 6,74 -53,03
POSI3 POSITIVO TEC              662.206.010 10,16 4,62 -54,53
TCSA3 TECNISA              551.408.015 19,5 7,76 -60,21
LPSB3 LOPES BRASIL              584.316.344 9,42 3,81 -59,55
SLED4 SARAIVA LIVR                45.385.445 2,02 0,56 -72,28
SEER3 SER EDUCA           1.701.699.057 28,4 13,02 -54,15
VIVR3 VIVER              107.701.929 2,78 1,1 -60,43
BBRK3 BR BROKERS                71.831.040 6,02 1,96 -67,44
JSLG3 JSL           2.545.118.941 29,92 9,18 -69,32
SLED3 SARAIVA LIVR                45.385.445 4,72 0,98 -79,24
PINE4 PINE              328.814.529 4,8 2,15 -55,21
PMAM3 PARANAPANEMA              395.843.097 28,58 9,1 -68,16

 

Imagem em destaque: Pixabay.com

content:
afterContent:
comments:
Widget: 61:
sidebar:
Widget: 24:
Widget: 39:
Widget: 38:
Widget: 15:

Receba nosso boletim

Widget: 104: