beforeContent_c1:
Widget: 53:
Widget: 37:
bolsa imagem destaque piqsels

Por que a Bolsa fechou em alta de 2,27% nesta terça-feira

O Ibovespa interrompeu hoje uma sequência de três fechamentos seguidos em queda em um dia no qual uma recuperação parcial dos preços dos papéis da Petrobras manteve o principal índice da B3 no azul apesar do recuo dos mercados de ações lá fora. Outro destaque positivo veio do setor financeiro, que ontem, assim como a Petrobras, registrou forte queda e hoje se recuperou com vigor.

Hoje, as ações da Petrobras apresentaram forte alta desde a abertura, já que a depreciação de mais de 20% na véspera proporcionou um novo e atraente ponto de entrada para os ativos da petrolífera, disseram analistas. Ainda assim, o avanço foi insuficiente para apagar as fortes perdas registradas nos pregões anteriores. Segundo um operador de renda variável, o dia ruim em Nova York, "principalmente na Nasdaq", e a alta de dos juros de 10 anos por lá seguraram a B3 hoje. 

Com isso, um dia depois de ter registrado a maior baixa porcentual desde abril do ano passado, a bolsa brasileira fechou em alta de 2,27%, aos 115.227,46 pontos, perto das máximas do dia. Já o indicador futuro do Ibovespa, com vencimento em abril, avançou na mesma proporção e regressou à faixa dos 115 mil pontos.

De qualquer modo, "é uma boa notícia e que reverte em parte as quedas verificadas desde a semana passada", observou André Perfeito, economista-chefe da Necton Corretora, ao comentar a alta dos ADRs da Petrobras em Nova York ainda antes da abertura da B3. "No entanto, há que se ter cautela durante a semana, afinal o presidente [Jair] Bolsonaro disse que ainda irá fazer mais alterações ao longo dos próximos dias", adverte ele. 

Na semana passada, em meio à queda de braço e a Petrobras em torno da política de preços de combustíveis mantida pela companhia nos últimos anos, o presidente Jair Bolsonaro indicou o general da reserva Joaquim Silva e Luna para a presidência de Petrobras, em substituição a Roberto Castello Branco. 

O episódio foi interpretado por agentes do mercado financeiro como ingerência governamental na empresa. Além disso, Étore Sanchez, economista-chefe da Ativa Investimentos, considera que a ação do presidente eleva a insegurança econômica no país e seu anúncio sobre algo que "vai acontecer nos próximos dias" na Petrobras piora muito as perspectivas para a companhia.


Ricardo Gozzi / Agência CMA
Copyright 2021 - Grupo CMA
Imagem em destaque: Piqsels.com

content:
afterContent:
comments:
Widget: 61:
sidebar:
Widget: 24:
Widget: 39:
Widget: 38:
Widget: 15:

Receba nosso boletim

Widget: 58:
Widget: 59: