beforeContent_c1:
Widget: 53:
Widget: 37:
grafico unsplash destaque noticia

Alerta: Nunca se apostou tanto na queda da Bolsa brasileira

Nunca se apostou tanto na queda da Bolsa brasileira. O número de ações alugadas bateu recorde no fim de fevereiro e segue no patamar mais alto da história. Como só aluga ativos quem os vende a descoberto (a posição short, onde se ganha com a queda do preço), o recorde é um alerta para o mercado.

No mês de fevereiro, o estoque total de ativos alugados atingiu o maior valor da história: R$ 107,2 bilhões, aponta levantamento feito pela Economatica. Em 1º de março, o valor registrou uma queda, mas manteve-se no patamar mais alto da história: R$ 104,6 bilhões.

aluguel de açoes serie historica

A Bolsa, através do BTC (Banco de Títulos CBLC) permite o aluguel de diversos tipos de títulos, ações, ETF´s, BDR´s e fundos imobiliários. A grande maioria dos ativos alugados, no entanto, são ações.

Desde o mês de junho de 2020, quando o estoque total no BTC era de R$ 61,7 bilhões, o mercado vem aumentando progressivamente até o mês de fevereiro de 2021. O crescimento no período é de 69,4%.

Por que alugar ações?

O aluguel de ações é feito por quem faz as operações chamadas de short selling, onde o investidor começa a negociação vendendo papéis que não tem, alugando de outro investidor e se comprometendo a devolver numa data específica. Se o preço cai, ganha-se a diferença entre o momento do aluguel e da devolução. Se sobe, é preciso cobrir o valor.

Enquanto o limite de perda ao comprar uma ação é de 100% (ou seja, se chegar a zero, você perde o que você investiu), quando se opera vendido, o céu (ou melhor, o inferno) é o limite. O papel pode multiplicar seu valor (e a dívida do investidor) em milhares de vezes.

O aumento expressivo no número de ações alugadas mostra que o mercado está confiante na queda dos preços na Bolsa brasileira.

Os 20 ativos mais alugados

A ação da Vale (VALE3) é o ativo com maior estoque de aluguel no último dia 1º, com R$ 11,7 bilhões ou 11,22% do total do mercado, ainda de acordo com a Economatica.

O segundo ativo com maior estoque é o ETF BOVA11 com R$ 8,07 bilhões, que representa 7,71% do mercado. O BOVA11, vale lembrar, replica a carteira do Ibovespa, índice mais representativo do mercado brasileiro.

Os 20 ativos com maior volume de aluguel concentram 61,5% do total do estoque de aluguel do mercado. Veja quais são:

ações mais alugadas 2021

*Imagem em destaque: Unsplash.com

content:
afterContent:
comments:
Widget: 61:
sidebar:
Widget: 24:
Widget: 39:
Widget: 38:
Widget: 15:

Receba nosso boletim

Widget: 58:
Widget: 59: