beforeContent_c1:
Widget: 37:
Bitcoin piqsels destaque noticia

Bitcoin atinge nova máxima e já passa dos R$ 360 mil; entenda

Invista agora, com o Monitor Investimentos. Clique aqui e saiba mais!

A criptomoeda mais famosa do mundo, o bitcoin, acaba de atingir sua nova máxima histórica e passou dos R$ 360 mil.

Só neste ano, a moeda já mais do que dobrou de preço, com uma valorização de cerca de 125%. No memso período, o dólar subiu quase 10% e o Ibovespa, 0,37%. Veja o gráfico abaixo:

grafico btc usd ibov

Criptomoeda é o nome usado para se referir a moedas digitais, ou seja, moedas que não são físicas, como o real, o dólar etc, ou seja, ela não é palpável e só existe na internet. 

Graças ao bitcoin, a primeira moeda digital do mundo, as criptomoedas viraram um assunto e ganharam os noticiários de todo o mundo. 

O bitcoin tem variações diárias e segue a lei da oferta e da demanda: quanto mais pessoas querem comprar, mais caro fica. 

A moeda é muito volátil. Em 2017, um bitcoin valia R$ 48,2 mil, mas pouco mais de um ano depois, a moeda teve uma desvalorização de quase 75% e caiu para R$ 12,7 mil. 

Existem alguns motivos para essas alterações. Um deles é que a quantidade de bitcoin disponível é limitada. Pode-se “minerar”, ou seja, gerar novos bitcoins, mas a disponibilidade deles vai se reduzindo com o tempo, no fenômeno chamado “halving”. A taxa de emissão de bitcoins cai pela metade a cada quatro anos, aumentando a escassez da moeda digital e valorizando-a. 

O mercado de criptomoedas, é importante lembrar, também reage a especulações. Por isso, mais do que uma moeda de transação, as criptomoedas — principalmente o bitcoin — passaram a ser vistas como uma forma de investimento.

2 mil moedas diferentes

Atualmente, já são mais de 2 mil criptomoedas disponíveis, mas as principais, pelo valor de mercado são:

  • Bitcoin;
  • Ethereum; 
  • Ripple; 
  • Litecoin; 
  • Bitcoin cash; 
  • EOS; 
  • Binance coin.

Criptoativos brasileiros

Apesar de não aparecerem na lista das principais, o Brasil também possui criptoativos (moedas e tokens negociáveis), como:

  • WIbx;
  • B2U Coin; 
  • Bitblocks;
  • CriptoBRL.

E como o brasileiro não perde uma piada sequer, recentemente foi lançada a Vira-lata Finance ($REAU). 

O token do vira-lata caramelo foi desenvolvido em protocolo de finança descentralizada (DeFi, sigla em inglês) e em seus perfis nas redes sociais, a Vira-Lata Finance ($REAU) se define, sempre em tom de brincadeira, como "a primeira criptomoeda meme do Brasil". 

Segundo a descrição da conta no Twitter da nova "moeda" brasileira é "deflacionária, segura e autossustentável". 

A criptomoeda é uma moeda meme, uma piada e, portanto, um investimento de alto risco.

Clique aqui para ler material completo sobre criptomoedas publicado pelo Monitor do Mercado.

*Imagem: Piqsels.com

content:
afterContent:
comments:
Widget: 61:
sidebar:
Widget: 24:
Widget: 39:
Widget: 38:
Widget: 15:

Receba nosso boletim

Widget: 104: