beforeContent_c1:
Widget: 37:
Presidente de Argentina dívidas Fotos Públicas

Presidente da Argentina pede mais tempo e menores taxas para pagar dívida

Invista agora, com o Monitor Investimentos. Clique aqui e saiba mais!

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, pediu mais tempo para pagar a dívida externa ao Fundo Monetário Internacional (FMI) e a contemplação da troca de políticas climáticas por dívida no Diálogo de Alto Nível convocado Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Organização Internacional de Trabalho (OIT).

Em mensagem gravada, Fernández destacou a necessidade de "promover um pacto que permita a ampliação dos prazos para o pagamento da dívida e a  aplicação de taxas menores nas atuais circunstâncias de estresse social, sanitário, financeiro e ecológico".

O presidente argentino insistiu para "repensar uma nova arquitetura financeira internacional", que leva em conta as dificuldades em honrar dívidas soberanas, e apelou a uma transição energética urgente para abandonar o consumo carbono.

Ele também pediu "para ser criativo com as trocas da dívida por clima", "para fazer um debate aprofundado sobre o papel das agências de classificação de crédito e suas metodologias operacionais" e "para aprofundar o debate sobre o novo imposto mínimo global, de forma que favoreçam prontamente as economias emergentes e contribuam para uma desconcentração da riqueza".

Além disso, Fernández disse que os Direitos Especiais de Saque (SDRs) beneficiaram principalmente países ricos como os Estados Unidos, uma vez que  apenas 30% dos SDRs foram para países emergentes como a Argentina. Desta forma, solicitou uma divisão de fundos a nações que não precisam dele.

Horacio Vera / Agência CMA Latam
Tradução: Cristiana Euclydes
Copyright 2021 - Grupo CMA
Imagem: Fotospublicas.com

content:
afterContent:
sidebar:
Widget: 24:
Widget: 39:
Widget: 15:

Receba nosso boletim

Widget: 104: