beforeContent_c1:
Widget: 37:
dólar em queda Piqsels

Dólar fecha em queda em meio a ata do Fomc e precatórios

Invista agora, com o Monitor Investimentos. Clique aqui e saiba mais!

O dólar comercial fechou em R$ 5,5950, com queda de 0,23%. A moeda norte-americana foi pressionada durante toda a sessão pela ata do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) - que foi divulgada nesta tarde, considerando a antecipação do aumentos dos juros e aceleração do tapering (remoção de estímulos) -, e em segundo plano os precatórios.

De acordo com a economista e estrategista de câmbio do Banco Ourinvest, Cristiane Quartaroli, "a perspectiva de atraso na votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios reforçou o desconforto gerado pelas mudanças no texto. Isso causa volatilidade no mercado e pressionando o dólar, mesmo com o leilão extra de swap feito pelo Banco Central (BC)".

Quartaroli, porém, acredita que a tônica desta quarta é a ata do Fomc: "Com a inflação forte nos Estados Unidos, a expectativa para a antecipação do aumento dos juros nos Estados Unidos é grande", prevê.

Para o head de tesouraria da Travelex Bank, Marcos Weigt, "o real está performando melhor que as emergentes, e nas últimas semanas foi a que mais se valorizou. Isso acontece pois ela é a moeda mais 'premiada', precificada".

Weigt não acredita que o movimento do câmbio desta quarta sofra algum tipo de influência da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios: "Este risco fiscal já foi muito precificado, só irá mudar se alguma situação nova acontecer", projeta.

De acordo com boletim da Commcor, "o tom de diversos membros e não membros do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) vem aumentando em prol de uma postura mais dura da autoridade na normalização da política monetária em uma realidade de inflação globalmente tracionada".

A Commcor vai além: "Não se trata apenas de acelerar o ritmo de redução de compras, mas também de possível elevação dos juros antes do esperado, inclusive com a possibilidade de isso ocorrer ainda com o programa de compras de ativos em curso", pontua.

Paulo Holland / Agência CMA
Copyright 2021 - Grupo CMA
Imagem: Piqsels.com

content:
afterContent:
sidebar:
Widget: 24:
Widget: 39:
Widget: 15:

Receba nosso boletim

Widget: 104: