beforeContent_c1:
Widget: 37:

Indústria nacional recua em oito das 15 regiões pesquisadas pelo IBGE

A produção da indústria brasileira caiu em 8 dos 15 locais pesquisados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), com destaques para Amazonas (3,5%), Ceará (2,5%) e Rio de Janeiro (2,2%). A queda total foi de 0,2% no mês de novembro, em relação a outubro

Em contrapartida, as altas mais expressivas foram registradas em Mato Grosso (14,6%), Santa Catarina (5,0%) e Pará (3,5%). Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais e Goiás cresceram 1,2%, 1,0%, 0,8% e 0,1%, respectivamente.

Já o acumulado do ano, até novembro, teve alta em nove dos 15 locais, com destaque para Santa Catarina (12,4%), Rio Grande do Sul (11,2%), Minas Gerais (10,9%) e Paraná (10,0%).

Ante o mesmo mês de 2020, a indústria recuou 4,4%, com queda em dez dos 15 locais analisados - novembro de 2021 teve o mesmo número de dias úteis que o mesmo período do ano anterior. Os destaques negativos ficam por conta da Bahia (-15,7%), Amazonas (-13,0%), Ceará (11,1%) e Nordeste (-10,5%). A média nacional foi de -4,4%.

Mato Grosso, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Pará e Rio Grande do Sul cresceram 28,0%, 4,7%, 4,6%, 2,0% e 1,4%, respectivamente. O avanço significativo do primeiro estado deve-se, em grande parte, ao avanço da atividade de produtos alimentícios.

Paulo Holland / Agência CMA
Copyright 2022 - Grupo CMA
Imagem: Piqsels

content:
afterContent:
sidebar:
Widget: 24:
Widget: 39:
Widget: 15:

Receba nosso boletim

Widget: 104: