Mercado Agora: Veja um sumário do comportamento dos negócios até o momento

As taxas dos contratos futuros de Depósitos Interfinanceiros (DI) abriram de lado, mas já operam em alta nesta sexta-feira (13), com mercado ainda testando novos direcionamentos do Banco Central para a Selic.

Para Marcos Weigt, head de tesouraria do Travelex Bank, o mercado ainda está "entendendo o ajuste fino do BC" para a Selic.

"O que ele deve fazer? Nada. Já estamos com juros real enorme", diz. Weigt destaca a atividade econômica mais forte neste início de ano, mas prevê um segundo semestre mais fraco, pelo efeito dos juros na economia. "O BC poderia esperar e ver o efeito da política monetária", diz. "Mas ele deve dar 50 bps na próxima reunião", completa. A Selic está hoje em 12,75%.

As bolsas em Nova York e com as notícias mais favoráveis vindas da China com a possibilidade de uma flexibilização das medidas de restrição, em Xangai, para conter a pandemia. Os balanços fortes, por aqui, também ajudam o movimento mais positivo do índice. As ações da BRF (BRFS3) e Banco Inter (BIDI11) são destaques de alta, que subiam 10,81% e 10,44%. Os acionistas do Banco Inter aprovaram a reestruturação societária da empresa e a mudança para a Nasdaq. Na B3, passaria a ser ofertado BDR's.

O dólar passou a operar em queda, em dia de ausência de indicadores e em novo patamar -- próximo do intervalo de R$ 5 e R$ 5,15. Ontem, o Senado confirmou a recondução de Jerome Powell para mais um mandato de 4 anos no comando do Fed. Powell também concedeu entrevista em que reafirmou que 2 altas de 50 bps parecem adequadas para as próximas duas reuniões do Fomc. Mais: disse ainda que um ajuste de 75 bps não foi discutido na última reunião de maio. Por fim, Powell deixou claro que as ações do Fed dependerão da evolução do seu cenário conforme os desdobramentos econômicos. Segundo Rafael Passos, economista da Ajax Capital, os ativos de risco se recuperam de forma generalizada após a fala de Powell que descartou intensificar o aperto da política monetária.

Veja como estava o mercado por volta das 13h30 (de Brasília):

IBOVESPA: 107.518 pontos (+1,70%)

DÓLAR À VISTA: R$ 5,0710 (-1,36%)

DI JAN 2023: 13,405% (+0,07%)

DI JAN 2027: 12,335% (+0,16%)

Pedro de Carvalho / Agência CMA
Copyright 2022 - Grupo CMA
Imagem: Piqsels

Widget: 15:

Receba nosso boletim

Receba nosso boletim: